Covid-19 é diferente e é preciso criar novas regras de isolamento, diz Mandetta

Saúde 29 mar / 2020 às 16:20

O ministro da Saúde, Henrique Mandetta, fez um balanço dos 30 primeiros dias desde que o Brasil confirmou o caso número 1 de covid-19 no país.

Sobre o comportamento da doença, ele avaliou que esta é uma epidemia diferente de todas as outras.

Durante coletiva de imprensa, Henrique Mandetta afirmou que é necessário criar regras para os setores e definir em que momento cada localidade deve fazer isolamento.

Segundo o ministro da Saúde as medidas de isolamento serão repensadas em conjunto com estados e municípios.

A falta de voos, por exemplo, tem dificultado o envio de equipamentos de proteção individual, como máscaras e vacinas contra influenza.

Mas neste momento, Mandetta analisa que o isolamento social é necessário para que o Sistema Único de Saúde tenha tempo de preparar melhor a estrutura e os profissionais de saúde, o que deve ajudar a reduzir os casos de pessoas infectadas e, principalmente, óbitos.

O ministro destacou que o isolamento não diminui apenas os casos de vítimas de coronavírus. A redução da circulação de pessoas também reduziu as internações de vítimas de acidentes, uma das maiores causas de internação no país.

O Ministério da Saúde afirmou que vai aumentar em 15 mil o número de leitos e produzir mais 17 mil respiradores para atender a demanda de infectados pelo novo coronavírus.


Mais Notícias