Após reportagem da “Folha”, Câmara se mobiliza por melhorias na estrada Iperó/Sorocaba

29 set / 2015 às 23:55

Após reportagem publicada pela Folha de Iperó na sexta-feira (4), a Câmara da cidade está se mobilizando em prol de melhorias para a estrada que liga Iperó à cidade de Sorocaba e com a zona rural do município, Aramar e George Oetterer.

As discussões em torno do tema ocorreram na Sessão Ordinária da Câmara de terça-feira (8). Sérgio Poli (PROS), presidente da Casa, abriu o debate, que ocupou metade da Sessão. “O trânsito da rodovia Benedito Paula Leite Junior está saturado envolvendo vários acidentes com vítimas fatais”, inicia Poli relatando dados estatísticos trazidos pela Folha. A gente precisa fazer alguma coisa e não depender só do prefeito de Iperó e do prefeito de Sorocaba. Nós temos no percurso dessa rodovia órgãos que pertencem ao Governo Federal como a Fazenda Ipanema e a Aramar, onde tem um índice maior de funcionários. Por outro lado nós temos outras empresas que é a Artefacto e a Proactiva e a Belarina que está para iniciar (as atividades) em 2017”, explica.

Poli sugeriu que os vereadores “corram” atrás dos deputados em busca de recursos e emendas para obras na via e anunciou algumas medidas. “Eu tomei partido de fazer um ofício e já tem quem entregue pessoalmente em mão para ela (Dilma Rousseff) e tanto para o governador também há uma pessoa que entregará. E a partir de amanhã também estará ocorrendo um abaixo assinado na cidade de Iperó, nas empresas que utilizam esse percurso e na cidade de Sorocaba. Os vereadores de Sorocaba se propuseram a ajudar também”, afirma Poli.  Sete vereadores da cidade vizinha já estariam sensibilizados com a situação.

Conforme ele, a ideia é conseguir recursos para a estrada para melhorar a iluminação pública da estrada, acostamento e o recapeamento.

Poli também lembrou que a Prefeitura já vem fazendo diversos trabalhos na via, porém, estariam insuficientes. O presidente também sugeriu a colocação de radar nos pontos mais movimentados da via.

Uma reunião entre as principais empresas que margeiam e que usam a rodovia foi sugerida pelo presidente da Casa.

Durante os comentários sobre ao assunto, os vereadores João Antonio Domingues dos Santos (PP) e Valéria Regina M. de Souza (PSB), entre outros, explanaram sobre a situação.

 

Sobre a reportagem

A reportagem mostrou um levantamento feito a pedido da Folha. Conforme os números, a partir de 2011, a estrada registrou sete mortes em dezesseis acidentes. Em 2012 foram treze acidentes, com redução no número de mortes – uma registrada. Em 2013 foram dezessete acidentes, sem nenhuma vítima fatal. No ano passado, porém, foram quatro vítimas fatais e quatorze acidentes. Este ano, conforme os dados oficiais, são quinze acidentes. Por fim, os dados mostram que houve o registro de duas mortes, cujo acidente ocorreu na segunda-feira, dia 24 e agosto.

Em média, a estrada registra uma morte a cada doze acidentes e um acidente com vítima a cada vinte e dois dias.

 


Mais Notícias